fbpx

Felipe Peixoto defende fim da circulação de ônibus no corredor BHLS de Niterói aos domingos

A proposta do deputado é transformar a via em área de lazer neste dia, beneficiando moradores de toda a cidade

O corredor do sistema BHLS (Bus with High Level of service), que liga os bairros de Charitas e Engenho do Mato passando pelo túnel Charitas-Cafubá, em Niterói, pode ser transformado em área de lazer aos domingos. O projeto é do deputado estadual Felipe Peixoto (PSD), que acaba de apresentar uma indicação na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) solicitando a interrupção da circulação de ônibus no corredor neste dia da semana. Sem o tráfego de veículos, a via poderá ser utilizada oficialmente para a prática de atividades físicas, como caminhadas e, em especial, o ciclismo, beneficiando não só moradores da Região Oceânica, mas de toda a cidade.

– Aos domingos quase não há circulação de ônibus nesse corredor. Podemos então aproveitar o espaço para estimular a prática de atividades físicas, principalmente o ciclismo. Nesse um ano de pandemia ficou mais do que provado que o esporte é essencial para ajudar a manter a saúde física e também a mental. E como o projeto da Transoceânica não contemplou a região com ciclovias, uma saída pode ser o uso do corredor, pelo menos, aos domingos – adianta Felipe Peixoto, autor da lei inédita do Estatuto da Bicicleta que em maio completa dez anos.

Praticante do ciclismo, o publicitário Rodrigo Duarte, 29 anos e morador do Fonseca, Zona Norte de Niterói, apoia o projeto do deputado. Ele conta que passou a pedalar como esporte há um ano, por conta da pandemia que causou um boom no mercado de bicicletas. Tanto que em julho de 2020 ele começou a trabalhar em uma loja de bikes em São Francisco, Zona Sul da cidade.

– Sempre andei de bicicleta, e com a pandemia passei a treinar para competir. Ter aquele corredor livre um dia inteiro será maravilhoso. Teríamos segurança, pois em muitos pontos que treinamos há riscos tanto para ciclistas como para quem está nos veículos ou caminhando. Hoje temos que disputar espaço na rua, e no conflito o menor sempre leva a pior. E o menor neste contexto está sempre na bicicleta. Além da falta de ciclovias seguras falta uma ação educativa da prefeitura, de conscientização de uso dos espaços, o que poderia acontecer até nesse corredor, que serviria ainda para as famílias passearem de bicicleta… Ali é largo e tem dois sentidos, uma área muito boa para pedalar e que comporta todo mundo sem conflitos. Estou torcendo para esse projeto ser aprovado – diz Rodrigo.

Mobiliade como prioridade – A mobilidade sempre fez parte das prioridades de Felipe Peixoto, não só em seus três mandatos de vereador em Niterói como no primeiro de deputado estadual, de 2011 a 2014, quando esteve à frente da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca (Sedrap) e intermediou uma série de projetos. Um deles foi a recuperação da RJ-100, que liga o Rio do Ouro, em São Gonçalo, ao Baldeador, em Niterói. Com a intervenção do parlamentar, a via teve na época sete dos seus 11 quilômetros revitalizados, ganhando calçadas, meios-fios e rampas de acesso, entre outras melhorias.

Desde janeiro deste ano, quando assumiu o segundo mandato de deputado na Alerj, Felipe vem propondo uma série de medidas que visam melhorar a infraestrutura de mobilidade urbana dos municípios fluminenses. Há projetos do parlamentar voltados a obras, como a recuperação de diversas rodovias fluminenses; ao transporte público, como a implantação de mais linhas intermunicipais; e à readequação e ampliação de serviços prestados, como a volta do catamarã de Charitas e a redução dos intervalos das barcas que fazem o trajeto Praça XV-Praça Araribóia.

Felipe Peixoto

Durante seus mandatos, Felipe aprovou mais de 100 leis e presidiu importantes Comissões, como a do Foro e Laudêmio e a da Linha 3 do Metrô. Como Secretário de Estado, Felipe foi responsável por inúmeras realizações e projetos que beneficiaram todas as regiões do RJ. 

 Leia mais sobre Felipe

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × cinco =

  • Palavra-Chave

  • Tipo

  • Tema

  • Ano

  • Cargo

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM