fbpx

Órgãos públicos de segurança e de trânsito organizam campanha educativa sobre o uso de quadriciclos

Ações foram definidas em reunião intermediada por Felipe Peixoto, a pedido da mãe do jovem de 15 anos que faleceu há dez dias no acidente com o veículo em Itaipuaçu

Está no forno uma campanha educativa diferenciada, reunindo órgãos públicos de segurança e de trânsito para informar e conscientizar a população sobre o uso de quadriciclos. A ação é um dos resultados da reunião organizada nesta sexta-feira, 08/07, pelo político niteroiense Felipe Peixoto (PSD) na sede social da Soprecam, a Associação Pró-Urbanística e Ecológica de Camboinhas, bairro da Região Oceânica de Niterói que tem registrado uma série de problemas pela utilização indevida do veículo.

O encontro foi motivado pelo recente acidente na orla de Itaipuaçu, em Maricá, envolvendo três jovens, um deles Lorenzo Martins Rocha, de 15 anos, que faleceu no local. Em mais de duas horas de discussão, o grupo definiu ações já para a próxima semana: palestras educativas que serão realizadas em escolas particulares de Niterói e Maricá pela equipe de Educação do Trânsito da Lei Seca. Já as operações de rua em Niterói serão feitas pelo Segurança Presente com apoio da Polícia Militar, e em Maricá pela Prefeitura com apoio do 12º BPM.

– O acidente chocou toda a cidade, em especial, a Região Oceânica, residência dos três meninos. Intermediei o encontro a pedido da Paula, mãe do Lorenzo que trabalhou conosco na Sedrap (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca) e falou do seu desejo de alertar os pais para essa fatalidade. Entendemos que é momento de levarmos para as famílias informações corretas sobre os quadriciclos. Sabemos que em Camboinhas, até por sua formatação de um bairro mais fechado, o uso desse veículo é muito comum. Por isso fizemos a reunião aqui, convidando também autoridades de Maricá para debatermos as leis e definir ações educativas e até repressivas – explicou Felipe ao iniciar o encontro.

*Participantes* – Além da Polícia Militar, Detran, programa Lei Seca e o Segurança Presente, Felipe convidou as guardas municipais e as secretarias de trânsito e de segurança de Niterói e de Maricá. No entanto, a Prefeitura de Niterói não participou do encontro. Durante duas horas, autoridades como o vice-presidente do Detran, Marcos Felipe, e o coordenador de fiscalização de trânsito do órgão, Marcos Moreira; o coordenador da Lei Seca, coronel Arthur; o secretário de Trânsito de Maricá, Marcinho da Construção; e o comandante da Guarda Municipal de Maricá, Jean Medeiros, falaram sobre as competências dos seus órgãos referentes aos quadriciclos. Colaboraram também com as discussões representantes da Secretaria de Ordem Pública de Maricá, do Segurança Presente e do 12º BPM (Niterói), e ainda do Conselho Tutelar; do presidente da Soprecam, Paulo Piloto; e do diretor da associação, Mário Rocha, que resumiram as ações feitas pela associação.

– O momento é de comoção, mas recebemos muito bem essa iniciativa do Felipe e da Paula. Há anos batemos nessa tecla, buscando conscientizar os pais a darem limites e exemplos aos filhos. Alertamos e nada! Infelizmente vemos essa fatalidade, que esperamos servir como o maior alerta para os riscos do uso indevido do quadriciclo, um problema de todos nós aqui, cada um com a sua função. Somos cobrados, por exemplo, de fiscalização, o que não cabe à Soprecam. Falta da presença do poder público, mas seguimos repreendendo, mesmo ouvindo o famoso “sabe com quem está falando?” – disse Paulo Piloto.

Entre as informações passadas por Marcos Moreira, coordenador de Fiscalização de Trânsito do Detran, estão a necessidade do emplacamento dos quadriciclos, o uso de capacete e a carteira de habilitação para o condutor, concedida para maiores de 18 anos. Encerrando o encontro, Felipe Peixoto incentivou o uso de bicicletas, em especial, pela juventude.

– Devemos incentivar os nossos jovens a usar as bicicletas, porque isso se perdeu. Eu sou apaixonado pelas bicicletas. Tanto que, em um dos meus mandatos de vereador em Niterói, criei o Estatuto da Bicicleta, inédito no Brasil e que serviu de modelo para cidades como São Paulo e Curitiba. Devemos seguir nessa linha, adotada pelos países desenvolvidos e com foco em ações de smart cities, as cidades inteligentes, o nosso futuro – disse Felipe Peixoto.

 

Felipe Peixoto

Durante seus mandatos, Felipe aprovou mais de 100 leis e presidiu importantes Comissões, como a do Foro e Laudêmio e a da Linha 3 do Metrô. Como Secretário de Estado, Felipe foi responsável por inúmeras realizações e projetos que beneficiaram todas as regiões do RJ. 

 Leia mais sobre Felipe

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Palavra-Chave

  • Tipo

  • Tema

  • Ano

  • Cargo

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM