fbpx

PASSAPORTE EQUESTRE CONJUGA AGILIDADE E SEGURANÇA

O Instituído por meio da Lei 9475/21, a partir do projeto de lei 3980/2021, de autoria de Felipe Peixoto, o Passaporte Equestre vem simplificando o transporte de animais no Estado do Rio, e contribuindo para ampliar a fiscalização e vigilância epidemiológica pelos órgãos competentes.

A Lei, sancionada pelo deputado André Ceciliano, presidente da Alerj, garante o livre trânsito de equinos, asininos e muares no território do estado. O passaporte, com validade de um ano, é emitido para a participação dos animais em cavalgadas, desfiles, treinamentos, competições e até para o turismo, policiamento ou auxílio terapêutico.

O documento é individual, e precisa contar todas as informações relativas ao animal. Dados como sua identificação – pelagem, tipo, raça -, fotos, procedência, nome do proprietário, e exames e atestados clínicos exigidos pelas legislações estadual e federal.

A criação da lei é de especial importância quando se tem em mente que o trânsito de animais é um dos principais disseminadores de doenças infectocontagiosas. Felipe Peixoto considera fundamental a criação de meios para incentivar o cadastramento dos animais, como o Passaporte Equestre.

Para ler a lei na íntegra, clique aqui!

Felipe Peixoto

Durante seus mandatos, Felipe aprovou mais de 100 leis e presidiu importantes Comissões, como a do Foro e Laudêmio e a da Linha 3 do Metrô. Como Secretário de Estado, Felipe foi responsável por inúmeras realizações e projetos que beneficiaram todas as regiões do RJ. 

 Leia mais sobre Felipe

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Palavra-Chave

  • Tipo

  • Tema

  • Ano

  • Cargo