Desde 2014 Felipe sugere desapropriação de hospital em Niterói

O prefeito de Niterói informou que o Hospital Privado Oceânico será arrendado por um ano, e prometeu mais de 130 leitos de tratamento para o coronavírus. Uma ação necessária de cuidado com a população. Afinal, a cidade não tem ainda qualquer estrutura de saúde para dar conta dessa doença que pode, realmente, avançar. Porém, mais do que alugar por um ano, Felipe acredita que a prefeitura deveria desapropriar de vez o hospital, já que a cidade tem uma demanda imprimida em problemas crônicos de saúde e merece um hospital na Região Oceânica.

Há seis anos na luta pelo hospital na Região Oceânica

Lá em 2014, como deputado estadual, Felipe Peixoto apresentou na Alerj a  indicação nº 359/2014, solicitando a desapropriação deste mesmo hospital. Há seis anos ele já estava na luta para que a Região Oceânica de Niterói tivesse uma unidade que oferecesse atendimento para casos graves ou mesmo um mal súbito. E este hospital chegou a ser equipado, com grande estrutura médica. “Sabemos que sua desapropriação trará um enorme benefício não só aos moradores da região, mas à cidade como um todo”, explica.

“Além dessa possibilidade, temos em Niterói o Hospital da Unimed, na própria Região Oceânica. Ele está pronto há anos, mas praticamente também fechado. E a cidade tem ainda o Santa Cruz, hospital que já foi considerada a melhor unidade de saúde da cidade, mas há anos segue fechado. Independentemente dos  riscos que enfrentamos com a chegada do coronavírus, Niterói precisa muito fazer crescer a sua estrutura de saúde”, conclui Felipe.

Felipe Peixoto

Durante seus mandatos, Felipe aprovou mais de 100 leis e presidiu importantes Comissões, como a do Foro e Laudêmio e a da Linha 3 do Metrô. Como Secretário de Estado, Felipe foi responsável por inúmeras realizações e projetos que beneficiaram todas as regiões do RJ. 

 Leia mais sobre Felipe

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 3 =

  • Palavra-Chave

  • Tipo

  • Tema

  • Ano

  • Cargo