Felipe Peixoto participa do lançamento do projeto de centro de estudos e pesquisas em aquicultura e pesca em Piratininga

O Cepapa oferecerá também cursos de capacitação para pescadores e outros profissionais do segmento, como biólogos

Começa a ganhar forma uma das muitas iniciativas do deputado estadual Felipe Peixoto voltadas à pesca e aquicultura, quando esteve à frente da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca (Sedrap). Nesta quinta-feira, dia 4,  foi lançado o projeto do Centro de Estudos e Pesquisas em Aquicultura, Pesca e Ambientes Aquáticos (Cepapa), em Piratininga, na Região Oceânica de Niterói. Em um terreno de 2,8 mil metros quadrados às margens da lagoa de mesmo nome do bairro, que durante anos abrigou o Iate Clube Piratininga, a unidade oferecerá cursos de capacitação e até pós-graduação, funcionando como escola para pescadores e outros profissionais com atuação no segmento, como biólogos  e oceanógrafos.

– Nós retomamos este espaço que historicamente pertencia ao Estado, mas estava sendo usado pelo clube. Não queríamos deixar a área ociosa. O Cepapa ajudará a suprir a necessidade de formação técnica e profissional no setor de pesca e aquicultura no Rio de Janeiro. Com a recuperação da Lagoa de Piratininga, podemos restabelecer as condições de pesca nessa região, que ficou conhecida como “Tibau” por ter sediado uma colônia de pescadores há alguns anos. Além disso, precisamos restabelecer a renovação das águas – afirma o deputado.

Com estimativa de custo de cerca de R$ 6 milhões, o projeto prevê a construção de salas de aula, laboratórios e equipamentos de pesquisa, biblioteca especializada e auditório em uma área total de 2.300 m² em dois pavimentos. Resultado de mais uma parceria do Governo do Estado com o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), o projeto executivo de arquitetura e urbanismo custará cerca de R$ 220 mil e está sendo feito pela Arqhos Consultoria e Projetos, vencedora da licitação. 

Cepapa – Concebido pela Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj, órgão pertencente à estrutura da Sedrap), o Cepapa contará – além dos cursos decapacitação e pós-graduação voltados à comunidade – com espaço para pesquisas científicas aplicáveis aos setores de aquicultura e pesca. A unidade auxiliará até no monitoramento da lagoa de Piratininga, considerando a importância da qualidade da água para a definição de políticas públicas na área ambiental, cultivo de seres aquáticos e demais atividades que lá serão desenvolvidas. A Fiperj prevê que o Centro funcione em sistema de gestão pública compartilhada com instituições como o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), universidades públicas, MPA e secretarias de Meio Ambiente, Urbanismo e Planejamento. 

Deixe uma resposta

17 + 12 =

Fechar Menu