Felipe Peixoto participa do 2º Seminário Sobre Mobilidade Urbana Sustentável

Durante o evento, convênio entre Nittrans e instituição internacional foi assinado voltado para projetos de mobilidade urbana na cidade.

Um convênio destinado a estruturar as diversas modalidades de deslocamento da população foi assinado pelo Presidente da Nitttrans, Sergio Marcolini, e o representante do Instituto de Política de Transporte e Desenvolvimento (IDTP), Bernardo Baranda, durante o 2º Seminário Sobre Mobilidade Urbana Sustentável, realizado dia 13, no auditório da Universidade La Salle, em Santa Rosa. Nos próximos dois anos, Niterói terá orientação do IDTP para realização de intervenções urbanas voltadas para o uso equilibrado do espaço público. 

“A parceria ajudará a Prefeitura a seguir avançando com os projetos de mobilidade de nossa cidade”, explicou Marcolini. 

Em sua exposição sobre a experiência mundial da instituição, Bernardo Baranda destacou uma ordem de prioridades no planejamento urbano. Em primeiro lugar, encontra-se o pedestre, seguido do ciclista, do transporte público, dos serviços, e, por último, do automóvel. Baranda verificou que Niterói possui grande potencial para criação de áreas de convivência para a população da cidade. 

O problema mundial da concessão do espaço para uso do automóvel, foi mostrado na palestra A Cidade Somos Nós, da inglesa Jessica Morris. Morris elogiou os projetos de mobilidade urbana desenvolvios pelo município. 

“Foi uma grata surpresa constatar a iniciativa de Niterói em adotar esses procedimentos, com faixas exclusivas para ônibus e bicicletas, o que coloca a cidade na vanguarda do desenvolvimento urbano sustentável”, comentou Morris.

A especialista apresentou propostas de mudanças adotadas em cidades de diversos continentes, todas com ênfase na valorização dos espaços disponíveis para as pessoas, abertura para os ciclistas e para o transporte público coletivo de qualidade. 

O deputado estadual Felipe Peixoto, autor da lei municipal do Estatuto da Biciclta e defensor do sistema de transporte publico prestigiou a iniciativa.

“Eventos como esse são fundamentais para discutir alternativas para uma cidade consolidada como Niterói. O munícípio sofre o mesmo impacto do número excessivo de carros como outras cidades do Brasil e do mundo e o intercâmbio de ideias é importante para encontrar soluções”, afirmou o deputado.

Cerca de 200 pessoas, entre especialistas convidados e interessados no tema, participaram do seminário. O evento contou também com presença da secretária Municipal de Urbanismo, Cristina Monerath; o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Pedro Cascon; o presidente do Cetran, Antônio Damasceno, entre outros representantes da Secretaria de Estado de Transportes e do Sindicato de Empresas de Transportes do Rio de Janeiro, Settrerj. 

Durante o seminário, grupos de estudos discutiram os temas de Transporte Por Propulsão Humana, Gestão de Tráfego, Acessibilidade Universal e Desenho Urbano e Transporte Público. O resultado dos debates foram aprensentados ao final do evento.

Carolina Bittencourt
(Fonte: Nittrans) 

Deixe uma resposta

três × cinco =

Fechar Menu