Hoje Niterói teve o prazer em receber a Marcha Mundial pela Paz e Não-Violência, até então, a Marcha só tinha passado pelas capitais. Com sessão solene na Câmara Municipal, por iniciativa do vereador Felipe Peixoto, Niterói recepcionou a equipe internacional da Marcha Mundial.

Hoje Niterói teve o prazer em receber a Marcha Mundial pela Paz e Não-Violência, até então, a Marcha só tinha passado pelas capitais. Com sessão solene na Câmara Municipal, por iniciativa do vereador Felipe Peixoto, Niterói recepcionou a equipe internacional da Marcha Mundial.

Estavam presentes, o assessor executivo da Fundação de Cultura pela Paz de Hiroshima, e diretor dos Prefeitos pela Paz 2020, Pol D’Huyvetter, a representante da equipe Base da Espanha, Aurora Marquina, o Secretário de Ciência e Tecnologia, José Raimundo Romeo, representando o prefeito Jorge Roberto Silveira, o ex-prefeito de Niterói, Vadenir Bragança, além dos vereadores Waldeck Carneiro, Jorge Lessa da Costa Issa e Renatinho.

A Marcha que saiu da Nova Zelândia em 2 de outubro, dia do aniversário de Gandhi e dia Mundial da Não-Violência (decretado pela ONU), passará por 106 países e atravessará os seis continentes, incluindo a Antártica, e chegará a Punta de Vacas em 2 de janeiro de 2010.

Segundo Pol D’Huyvetter, a Marcha tem o objetivo de denunciar a perigosa situação mundial, além de tentar banir todas as armas nucleares até 2020. Para ele, é preciso convencer os governos a não utilizar as guerras como meio para resolver conflitos. Pol concluiu dizendo que espera que Niterói se junte os prefeitos pela Paz e que possa fazer parte dessa causa.

“Que esse momento não seja apenas uma confraternização e sim uma conclamação para que as pessoas vivenciem a paz a cada dia para que Niterói seja uma cidade de Paz,” avaliou José Raimundo Romeo.

O vereador Felipe Peixoto fez uma homenagem ao pacifista Mahatma Gandhi através de um projeto de lei aprovado pela câmara, que denomina o nome Mahatma Gandhi a praça localizada no Vale Feliz no Engenho do Mato.

Segundo Felipe, Gandhi foi um pacifista convicto e sempre pregou uma doutrina de não-violência. Desejava que a paz reinasse entre hindus e muçulmanos; entre indianos e ingleses e entre toda a humanidade, por isso e muito mais, “Mahatma Gandhi” permanecerá, para sempre, como símbolo da resistência pela não-violência e merece essa homenagem.

Ao Final da Sessão Solene as pessoas puderam assistiram apresentações de Hip-Hop, da Banda do Liceu e da bateria da Acadêmicos do Cubango, em seguida, os integrantes da Marcha seguiram para as Barcas em direção ao Rio de Janeiro.

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

oito − seis =

Fechar Menu