Foi provado na Câmara o projeto de lei nº 83/2009, que institui e reconhece o caminho de Darwin, como parte da Área de Especial Interesse Turístico (AEIT) e integrante do plano de trilhas do Município, de autoria do vereador Felipe Peixoto.

Foi provado na Câmara o projeto de lei nº 83/2009, que institui e reconhece o caminho de Darwin, como parte da Área de Especial Interesse Turístico (AEIT) e integrante do plano de trilhas do Município, de autoria do vereador Felipe Peixoto.

O Caminho foi demarcado pelo Governo Federal, em função do bicentenário do naturalista Charles Darwin, na divisa de Niterói com a cidade de Maricá, ele atravessa 2,2 km no Parque Estadual da Serra da Tiririca, por onde Darwin passou em 1832.

Segundo Felipe, a demarcação e institucionalização desse Caminho servirá como ferramenta de conscientização para a cidade, ajudando a desenvolver temas importantes para as demandas ambientais e urbanas presentes hoje no município como um todo.

O objetivo do projeto, de acordo com Felipe, é fazer com que o Caminho de Darwin passe a compor a AEIT, com sua inclusão no Plano de Trilhas da Região Oceânica, incentivando assim a criação da respectiva área de interesse e infraestrutura turística a ser instalada na região do Engenho do Mato, conforme o Plano Urbanístico da Região Oceânica (PUR)

Além disso, a proposta também inclui o caminho no calendário turístico, cultural, acadêmico e científico da cidade e autoriza a instalação de um centro de informações na área.

“A finalidade desse projeto é incentivar a prática de ecoturismo na região, além da preservação ambiental da área. O circuito do caminho percorrido por Charles Darwin visa ainda à geração de emprego e renda, além de ser um local muito procurado por estudantes,” concluiu Peixoto.

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

sete − sete =

Fechar Menu