Foto: André Redlich

A quatro dias da decisão do 1º turno das eleições, o candidato a prefeito Felipe Peixoto (PSB Niterói) mantém a rotina de panfletagens com corpo a corpo, caminhada e reuniões com o eleitorado. Nesta quarta-feira, 28, a agenda de campanha começou cedo, com café da manhã às 7h no Centro, seguida de panfletagem em frente à estação das barcas. Ainda pela manhã, Felipe percorreu a Rua Martins Torres, em Santa Rosa, interagindo com moradores e comerciantes na apresentação de algumas das mais de 200 propostas do seu Programa de Governo, destacando as das áreas de segurança e trânsito. À tarde, após três horas de corpo a corpo na Moreira César, em Icaraí, o candidato teve um encontro com amigos no Jardim Icaraí, terminando o dia se reunindo com representantes da classe teatral na Câmara Setorial de Teatro e Circo, em São Francisco.

– Faltam poucos dias para Niterói decidir se pretende continuar com a administração do PT ou se quer mudança. A gente tem visto várias pesquisas nas últimas semanas sobre os resultados das eleições, indicando que um terço dos eleitores pretende votar branco ou nulo ou ainda não sabe em quem votar. Mas votar branco ou nulo é manter a atual administração no poder. Fizemos uma oposição crítica nesta campanha, apresentando nossas propostas para uma cidade limpa. Agora, convido à reflexão os indecisos e os que acham que anular o voto é uma forma de protesto. Não é assim que vamos mudar a nossa cidade. Quem está insatisfeito com a política em Niterói, com a forma petista de governar, deve ir às urnas dizer não à corrupção, à violência, a toda essa sujeira que tomou conta de nossa cidade – alerta Felipe.

Pesquisa – O um terço citado por Felipe se refere à pesquisa feita pelo Instituto GPP, veiculada nesta terça, 28, no jornal O São Gonçalo, em matéria que fez uma leitura generalizada. Pelo levantamento, do total dos 700 entrevistados, 33,8% não sabem em quem votar (12,1%) ou pretendem votar branco ou nulo (21,7%). Na mesma pesquisa, Rodrigo Neves aparece com 36,4% dos entrevistados, o que representa que os outros quase 64% restantes não querem reeleger o candidato, como o chaveiro Hebert Moreno que, com voz e violão, surpreendeu Felipe durante a caminhada em Santa Rosa. “Ele é o cara. Vai melhorar, vai mudar, vai fazer a diferença em nossa cidade”, disparou Hebert, enquanto tocava a música da campanha de Felipe, autor da Lei do Chaveiro (que regulamenta o serviço na cidade), uma de suas 114 leis aprovadas nos três mandatos de vereador.

Mais segurança – Em praticamente todas as panfletagens, corpo a corpo e caminhadas pela cidade, a segurança é apontada como a maior preocupação da população. Maria de Fátima Abreu Marques, 65 anos, que mora em Jurujuba e passeava esta tarde com a filha em Icaraí, foi mais uma a cobrar ações de segurança, reclamando também da educação e da saúde. “Não temos remédios nas unidades municipais e vemos o hospital psiquiátrico se acabando. Além disso, a falta de segurança afeta a nossa rotina, pois não podemos mais sair a qualquer hora de casa. Isso tem que mudar, não é possível”, lamentou.

Agenda de quinta, dia 29

7h – Panfletagem no Centro (em frente à estação das barcas)

10h – Corpo a corpo no Centro (Rua Almirante Teffé)

11h30 – Festa de São Miguel Arcanjo, no Bairro de Fátima
17h – Encerramento da campanha no Centro (em frente à estação das barcas)

19h – Missa de São Miguel Arcanjo

20h – Palestra na Ademi (Centro)

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

cinco × 5 =

Fechar Menu