Encontro debateu principais projetos, desafios e oportunidades da indústria naval fluminense

Os principais projetos, desafios e oportunidades da indústria naval fluminense estiveram em debate nesta sexta-feira, 6, no III Balanço do Setor Naval e Offshore do Rio de Janeiro, realizado no Centro de Convenções do Sistema Firjan, no Centro do Rio. O encontro, promovido pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico reuniu as principais lideranças do setor, que tem investimento crescente no Estado. O encontro contou com presença do governador Luiz Fernando Pezão, que destacou a importância do setor naval na geração de empregos no estado.

“O Rio precisa dessa atividade que gera cerca de 30 mil empregos e tem condições, com as encomendas que estão previstas para exploração do Pré-sal, de chegar a 100 mil empregados”, explicou.

O III Balanço do Setor Naval Offshore é realizado em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Industrial (Codin), os jornais O Dia e Brasil Econômico, o Sinaval, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip), a Companhia Docas do Rio e o Fórum dos Trabalhadores da Indústria Naval e Petróleo.

O deputado estadual Felipe Peixoto, que prestigou o evento, também falou da importância da indústria naval para a economia do Estado. “O Estado do Rio é o berço da indústria naval e está se consagrando no cenário econômico, não só a nível estadual, mas no país como um todo”, destacou.

Indústria Naval Fluminense – O levantamento feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico aponta que os investimentos em andamento no setor no Estado beiram cerca de R$ 10 bilhões. A indústria naval fluminense tem 40 mil dos 66 mil empregados desse setor no país, com tradição em grandes empreendimentos navais e offshore e na cadeia de produção com pequenos, médios e grandes estaleiros.

Por Leonardo Scheuer

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

quatro + 15 =

Fechar Menu