Projeto Canto de Itaipu tem aprovação da comunidade

O Projeto, elaborado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional,l enfrentou o desafio de respeitar e valorizar a exuberante natureza e o valioso patrimônio histórico e natural da área

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional realizou, nesta terça-feira (02/04), no Museu Arqueológico de Itaipu, a terceira oficina participativa cujo objetivo foi o fechamento do processo de participação popular do projeto, que vem sendo construído desde junho de 2012. O Termo de Validação do Projeto Urbanístico e Socioambiental Canto de Itaipu foi assinado pela comunidade de Itaipu, entidades estaduais, federais e municipais.

Ao longo desses meses, o processo participativo, realizado através de reuniões gerais, oficinas e grupo de trabalho, discutiu a pesca artesanal, tradicional no Canto de Itaipu, e o ambiente urbano onde se insere.

O projeto, elaborado pelo escritório Campo AUD em parceria com a Fundação Instituto de Pesca, enfrentou o desafio de respeitar e valorizar a natureza e o patrimônio histórico do local. Foram apresentadas propostas para mobilidade e acessibilidade urbana, ordenamento do espaço público, preservação do sítio arqueológico da Duna Grande e demais bens do patrimônio cultural e ambiental, recuperação da vegetação de restinga e principalmente, a instalação de equipamentos de apoio às atividades pesqueiras.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Felipe Peixoto, esteve presente e explica como foram os outros encontros.

– Na primeira oficina foi realizada uma leitura comunitária, com o objetivo de levantar percepções, expectativas e demandas em relação ao projeto em construção. Na segunda oficina, foi apresentada uma primeira proposta de intervenção com base nas informações obtidas na oficina anterior e em encontros com as outras entidades e esta terceira oficina, realizada hoje, não só apresentou a planta do projeto, mas também valida o processo com a participação social – afirma Felipe Peixoto.

Para uma plateia de aproximadamente 80 pessoas, o arquiteto da Campo Arquitetura, Urbanismo e Design LTDA., Gabriel Duarte, explicou detalhadamente quais intervenções serão feitas, desde a realocação de moradores que atualmente encontram-se em áreas de risco, até a reformulação dos ranchos de pesca dos pescadores da região cadastrados no projeto.

 Outras reuniões estão previstas para acontecer entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e a Prefeitura de Niterói para discutir detalhes técnicos do projeto como limpeza urbana e ordenamento público.

 Ascom Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional

Felipe Peixoto

Durante seus mandatos, Felipe aprovou mais de 100 leis e presidiu importantes Comissões, como a do Foro e Laudêmio e a da Linha 3 do Metrô. Como Secretário de Estado, Felipe foi responsável por inúmeras realizações e projetos que beneficiaram todas as regiões do RJ. 

 Leia mais sobre Felipe

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =

  • Palavra-Chave

  • Tipo

  • Tema

  • Ano

  • Cargo