Semana Mundial de Aleitamento Materno

Maternidade São Francisco promove programação especial em Niterói

Estamos em plena Semana Mundial de Aleitamento Materno, instituída em 1992 pela Organização Mundial de Saúde e adotada no Brasil em 1999. É muito bom ver esse evento internacional ganhando cada vez mais adesão. Ele é celebrado em muitos países de 1º a 7 de agosto, e nos últimos anos vem se estendendo por todo o mês para marcar o Agosto Dourado, outro movimento mundial que reforça a importância do aleitamento. Afinal, como nos aponta todos os protocolos de saúde, a amamentação é fundamental não só para a saúde das nossas crianças. Ela produz benefícios para toda a vida.

Em Niterói, a Semana do Aleitamento tem, desde 2014, um projeto muito bacana da Maternidade São Francisco. Para orientar gestantes, as novas mamães e até pais e avós de bebês, o hospital promove, todo primeiro sábado de agosto, um evento especial no Campo de São Bento, em Icaraí, com palestras, muita interação e o tradicional mamaço.

Li na mídia que esse ano a maternidade vai lançar também uma campanha de doação de frascos para o Banco de Leite Humano do Antônio Pedro. Uma ação muito importante, pois este hospital da rede federal, mesmo com tantas dificuldades, segue abastecendo com leite unidades em todos os sete municípios da Região Metropolitana 2, como o Azevedo Lima, único hospital público geral de emergência e que tem a maior maternidade da região. São 50, 60 partos realizados por dia no setor de ponta que tive a oportunidade de inaugurar como secretário de estado de saúde.

Que essa campanha de doação de frascos se perpetue como esse importante movimento internacional que é a Semana Mundial de Aleitamento Materno. Estarei lá no Campo e pretendo levar minhas duas filhas, a Clara, de 8 anos, e a Mariana, de 6. Aliás, nos primeiros meses de vida, as duas foram alimentadas só com leite materno. E haja pique para dar conta de tanta saúde das duas.

E como o assunto remete a crianças, em 2010, em meu terceiro mandato de vereador, apresentei o projeto de lei que foi aprovado na Câmara e resultou na lei 2722/10, que tornou obrigatória a adequação de dependência exclusiva para fraldário nos estabelecimentos de toda Niterói.

Pra fazer diferente!!!

Fechar Menu