Felipe Peixoto defende o projeto como caminho para mais incentivos ao turismo, à pesca e à aquicultura para geração de emprego e renda

 

As regiões administrativas Centro-Sul Fluminense e Médio Paraíba têm sido destino frequente do candidato a deputado estadual Felipe Peixoto. Desde o início das agendas pelo estado, ele passou por Piraí, Barra do Piraí, Barra Mansa e Rio das Flores apresentando suas propostas e ouvindo demandas da população. Nos compromissos de campanha, Felipe – que em 30 anos na política traz na bagagem três mandatos de vereador em Niterói e um de deputado estadual – relembrou algumas de suas realizações à frente das secretarias estaduais de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca (Sedrap) e de Saúde.

 

Como propostas para o Noroeste, Felipe quer continuar na busca por mais incentivos ao setor da pesca e aquicultura (produção de peixes e outros animais aquáticos) como forma de geração de emprego e renda. Ele defende ainda a necessidade de um Plano Estadual de Recuperação de Rodovias, o estímulo ao turismo, o fortalecimento da agricultura familiar e o apoio à produção de alimentos orgânicos.

 

– Tenho um carinho especial por essa região, especialmente, por Ipiabas, em Barra do Piraí, onde minha família tinha casa e curti muito a minha infância, quando as ruas nem eram asfaltadas. E foi também onde meus bisavós se casaram. Tenho ótimas lembranças desse lugar. O interior do estado é muito rico e precisa de mais atenção – disse.

 

Entre as principais realizações de Felipe no Noroeste estão auxílios a pequenos produtores rurais e a pescadores, possíveis com a recuperação da Ceasa-RJ e da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), a doação de 32 veículos para o combate ao Aedes aegypti e cerca de R$ 1 milhão em medicamentos e materiais hospitalares, além da construção de três Clínicas da Família (Barra Mansa, Resende e Rio Claro) e o envio de unidades móveis para a realização de exames de imagem.

 

Mais conquistas – Pela Sedrap, Felipe inaugurou escritórios regionais da Fiperj em Miguel Pereira e Piraí, e recuperou o Centro de Treinamento em Aquicultura de Rio das Flores. Mais do que isso, ele reformou o mercado da Ceasa-RJ de Ponto de Pergunta e implantou o projeto Banco de Alimentos da Ceasa-RJ em Paty do Alferes, atendendo várias instituições beneficentes.

 

Outras propostas – Para o estado como todo, o candidato tem como prioridades as áreas de segurança, educação e saúde. Tem como propostas a elaboração de um projeto de policiamento comunitário e de políticas voltadas para os jovens associadas à educação, ao esporte e ao emprego.

 

– A violência é a maior chaga que afeta o Rio de Janeiro atualmente. Na Alerj, vou defender uma polícia mais qualificada e equipada, com investimentos em inteligência e tecnologia, e combate à corrupção policial. Mas não adianta só investir no policiamento, o país não vai mudar se não investirmos em educação pública. Essa sempre foi uma das minhas principais bandeiras. É preciso ampliar o tempo integral nas escolas e o ensino profissionalizante, para dar oportunidade aos jovens – destacou o candidato.

 

Já para a saúde, assim como fez na secretaria que comandou criando uma corregedoria independente para investigar irregularidades, Felipe tem como proposta a exigência de mais transparência no sistema de regulação da saúde e a expansão da saúde básica para as comunidades. Também integram o seu programa a criação de um plano estadual de habitação e a cobrança por maior transparência nos serviços públicos de transporte estadual, com fiscalização efetiva e foco no usuário.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu