No roteiro, panfletagens, reuniões, piquenique e até o passeio ciclístico que marcou o Dia Mundial sem Carro

O candidato a deputado estadual Felipe Peixoto iniciou e encerrou a agenda deste fim de semana em um lugar muito especial de sua trajetória política: no Campo de São Bento, em Niterói. Mas o roteiro teve muito mais, de piquenique à “bicicletada” em meio a diversas reuniões domiciliares. No sábado, 22, após panfletar no Campo, Felipe prestigiou o piquenique em comemoração aos 45 anos da Aldeia Curumim, em Pendotiba, escola onde estudou e que escolheu para as suas filhas, Clara e Mariana.

– Foi aqui que iniciei minha formação educacional, em um ambiente perfeito para colocar em prática minha vocação política. Sugeri ações de sustentabilidade, liderei protestos contra o aumento de preços da cantina e até a campanha ‘Fora Collor’, motivando outros alunos a exercerem sua cidadania. Também criei e editei o Jornaldeia, o Jornal da Aldeia Curumim, e fui representante de turma da 5ª à 8ª série – lembra.

O sábado foi marcado ainda por duas importantes reuniões domiciliares: a primeira com o amigo Jorge Mira, ex-comodoro do Iate Clube Jurujuba, e a segunda na casa de Angélica Durão, em Camboinhas. Nos dois encontros, Felipe Peixoto destacou a importância da recuperação fiscal do estado e de mais investimentos na área da segurança pública.

– A violência é a maior chaga que afeta o Rio de Janeiro atualmente. Na Alerj, vou defender uma Polícia mais qualificada e equipada, com investimentos em inteligência e tecnologia, e combate à corrupção policial. Hoje, nossa cidade não tem um deputado com efetiva atuação nessa área. Não participam de movimentos em prol da segurança e nem das reuniões do Conselho Comunitário. Niterói precisa dessa representatividade. Mas não adianta só investir no policiamento, o país não vai mudar se não investirmos em educação pública. Essa sempre foi uma das minhas principais bandeiras. É preciso ampliar o tempo integral nas escolas e o ensino profissionalizante para dar oportunidade aos jovens – destacou o candidato, que encerrou a agenda de sábado com panfletagem em bares da Região Oceânica.

Domingo de “bicicletada” – Neste domingo, dia 23, a exatas duas semanas das eleições, Felipe participou de uma “bicicletada” pelo Dia Mundial Sem Carro, 22 de setembro. Com a filha Mariana, de 6 anos, ele percorreu todo o trajeto da prova: da Concha Acústica, no Centro, até a Praça do Rádio Amador, em Charitas, incluindo o percurso extra de ida e volta pelo túnel Charitas-Cafubá, onde mora. Provando que filho de peixe, peixinho é, Mariana teve tanto destaque na pedalada que foi convidada para fazer o sorteio de brindes do evento.

– Fico muito orgulhoso. Ela terminou a prova e queria mais. Subiu a ladeira do MAC sem colocar o pé no chão – contou o pai coruja, grande defensor do uso da bicicleta. Tanto que em 2011, como vereador, Felipe criou o Estatuto da Bicicleta, modelo pioneiro no país. Além de estimular a utilização das “magrelas”, a Lei 2.832 já previa a malha cicloviária para Niterói (com ciclovias que foram implantadas apenas em alguns bairros, dentro do projeto sem continuidade), pontos de estacionamento e serviço de aluguel.

Após o passeio ciclístico, Felipe fez panfletagem no Campo de São Bento, almoçou na casa do amigo Luiz Santos, no Caramujo, e seguiu para mais uma reunião domiciliar no Engenho do Mato, bairro em que muito atuou na época em que foi secretário das Praias Oceânicas, realizando obras de drenagem, pavimentação de ruas, troca da iluminação e implantação de rede de esgoto, entre outras conquistas. Ele encerrou as atividades do fim de semana participando de evento no Campo de São Bento.

Deixe uma resposta

dezesseis − catorze =

Fechar Menu