Projetos facilitam acesso do cidadão em áreas como Saúde e Segurança

Criados para facilitar o acesso da população fluminense a projetos nas áreas de Saúde, Previdência Social, Segurança Pública e Concessão de Crédito, os serviços móveis do Governo do Estado vêm batendo recordes de atendimento, apresentando altos índices de resolução e conquistando a aprovação de quem se beneficia deles.
 
Na estrada desde 2009, quando foi inaugurada a primeira unidade, dois tomógrafos computadorizados, uma ressonância magnética e um mamógrafo móveis rodam o estado para suprir a carência de regiões onde o acesso a exames de imagem na rede pública de Saúde é inexistente ou incapaz de atender à demanda. Operados pela Secretaria de Saúde, os equipamentos já realizaram, juntos, mais de 182 mil exames, responsáveis por números inéditos no país. Instalados em carretas especiais, os aparelhos reúnem investimentos de R$ 13,4 milhões.
 
– As unidades móveis são muito importantes para todo o estado. Os exames de imagem possibilitam um diagnóstico rápido e preciso, além de serem essenciais para a indicação do tratamento mais adequado para cada paciente – afirmou o secretário de Saúde, Felipe Peixoto.
 
Com dor de cabeça e tonteira recorrentes há cerca de seis meses, a técnica de radiologia Maria de Fátima Nogueira, de 56 anos, soube que um dos tomógrafos móveis chegaria à sua cidade, Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, em junho. Agendou uma tomografia de crânio e aprovou o serviço.
 
– O atendimento foi maravilhoso. Fui chamada na hora marcada e houve uma triagem antes, onde me explicaram tudo sobre o exame. Meu médico já tinha me pedido o procedimento há algum tempo, mas aqui na região só é possível em clínica particular e é muito caro – contou Maria de Fátima.
 
Comunidades beneficiadas
 
A Ouvidoria Paz com Voz foi criada há pouco mais de um ano para ser um canal de comunicação direta entre o cidadão e as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). O serviço, que conta com uma van que já percorreu todas as comunidades pacificadas, soma mais de mil denúncias, elogios e sugestões. A ouvidoria tem uma sede física, localizada na Coordenadoria de Polícia Pacificadora, que recebe registros via e-mail, telefone, site e também de forma presencial.
 
– O que me surpreende positivamente é a adesão dos moradores, já que somos mais procurados presencialmente do que por telefone ou via internet. Recebemos também muitas demandas que não são relacionadas à Segurança Pública e, nesses casos, encaminhamos aos órgãos competentes. Os elogios e sugestões também são frequentes – disse a coordenadora do serviço, major Bianca Machado.
 
Entre os registros, 26% são relacionados a tráfico de drogas, 4,5% à perturbação do sossego, e o restante, sobre questões diversas. Após a finalização do processo, quem procura o serviço tem acesso à sua conclusão na central de atendimento da Ouvidoria, através do número de protocolo recebido. O índice de resolução dos casos está atualmente em 69,5%.
 
A van da Ouvidoria Paz com Voz fica instalada durante uma semana em cada comunidade por onde passa e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Atualmente, 10 policiais integram a unidade – cinco deles no serviço móvel –, todos capacitados pela Associação Brasileira de Ouvidores. Além da van, os registros podem ser feitos no site www.ouvidoriaupp.com.br, pelo telefone 2334-7599 ou na própria sede da ouvidoria, que fica na Avenida Itaoca, 1.618, Bonsucesso.
 
Acesso ao crédito mais fácil
 
Com a proposta de atender in loco empreendedores de regiões pacificadas ou em processo de pacificação interessados em usufruir de microcrédito oferecido pela AgeRio (Agência Estadual de Fomento), as duas unidades móveis da instituição já rodaram mais de 15 comunidades e realizam cerca de 250 atendimentos mensais.
 
O serviço acontece em um micro-ônibus e em uma van. Os locais visitados são previamente selecionados pela Agência, em parceria com o Sebrae. A ideia é que o acesso ao crédito orientado esteja sempre presente nas regiões com UPPs, estimulando a geração de emprego e renda.
 
Desde que foi criado, o Fundo UPP contabiliza mais de 8 mil contratos fechados, tendo concedido R$ 34,3 milhões em financiamentos para empresas de regiões pacificadas ou em processo de pacificação, registrando 1,4% de inadimplência.
 
Os interessados podem consultar o calendário de visitas no site www.agerio.com.br/index.php/agerio-unidade-movel.
 
Atendimento a funcionários públicos
 
Em atividade desde 2009, o Rioprevidência Móvel já visitou 11 bairros do Rio e mais de 30 municípios, prestando aos beneficiários os mesmos serviços de uma agência convencional. A unidade, responsável por 7.682 atendimentos até então, é totalmente informatizada e permite, por exemplo, a concessão de pensão em tempo real e a simulação de aposentadoria dos servidores. A próxima visita será a Cambuci, nos dias 28 e 29 de julho.
 
– Optamos por levar o serviço a localidades que não possuem postos ou agências do Rioprevidência e a bairros do Rio com grande concentração de servidores. Queremos atender aos segurados da melhor forma possível, e o Rioprevidência Móvel nos ajuda a fazer isso – disse o diretor-presidente do Rioprevidência, Gustavo Barbosa.
 
A aposentada Maria Monserrate Pereira, de 63 anos, soube da chegada do serviço a Natividade, onde mora, através de uma amiga e foi à unidade para cadastrar uma senha que dará acesso ao contracheque on-line da pensão de sua mãe, da qual é tutora.
 
– O atendimento foi muito bom e o serviço útil, pois para resolver esse tipo de situação temos que ir a Itaperuna. Para quem tem problema de locomoção, por exemplo, fica inviável – contou Maria.

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

catorze + 10 =

Fechar Menu