Futuro centro de Estudos e Pesquisa em Aquicultura e obras de desassoreamento foram os locais priorizados

Na manhã desta quinta-feira, 22/08, o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Felipe Peixoto, esteve no bairro de Piratininga, em Niterói, onde visitou a área onde funcionará o futuro Centro de Estudos e Pesquisas em Aquicultura, Pesca e Ambientes Aquáticos – Cepapa, e a obra de execução do desassoreamento da Lagoa de Piratininga. Nas duas visitas o secretário esteve acompanhado pela subsecretária de Governo da Região Metropolitana, Cristiane Amaral, e pelo presidente da Associação de Moradores do bairro Jardim Imbui, Renan Lacerda.

O Cepapa será construído numa área de cerca de 20 mil metros quadrados, pertencente ao Estado, próxima à Lagoa de Piratininga, em Niterói, onde funcionava o Iate Clube da região, desativado há cinco anos.

No local, serão realizados estudos e experimentos de cultivo e reprodução com espécies aquáticas, principalmente nativas, de importância social e econômica, que estejam com o estoque natural comprometido.

– Não podemos deixar uma área como essa ociosa. O Centro de Estudos e Pesquisa ajudará a suprir a necessidade de formação técnica e profissional no setor de pesca e aquicultura no Rio de Janeiro – destacou Peixoto.

O secretário complementou que não só a construção do Cepapa é importante para a região, como também a obra de desassoreamento, financiada com recursos do Fundo Estadual de Conservação Ambiental (Fecam), é importantíssima para a recuperação do sistema lagunar.

– Com a recuperação da Lagoa de Piratininga, podemos restabelecer as condições de pesca nessa região, que ficou conhecida como “Tibau” por ter sediado uma colônia de pescadores há alguns anos atrás. Além disso, precisamos restabelecer a renovação das águas, concluiu Felipe Peixoto.

Renan Lacerda destacou que o outro lado da Lagoa não está contemplado no projeto, e é de suma importância que essa dragagem seja feita não só do lado direito, mas também do lado esquerdo da ilha ainda nessa primeira etapa das obras.

A subsecretária de Estado de Governo da Região Metropolitana, Cristiane Amaral, ficou entusiasmada com a visita e afirmou: – Essa obra é fundamental para recuperar e valorizar essa área que é tão bonita. O Estado está trabalhando para fazer do Tibau um grande espaço a ser aproveitado pela população. Estas obras são complementares, pois seus sistemas hídricos têm que ser tratados de forma conjunta para garantir a melhoria da qualidade das águas das lagoas de Piratininga e de Itaipu.

Ascom Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional 

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

13 − onze =

Fechar Menu